Assembleia lotada em Santa Lúcia: servidores rejeitam propostas do governo

Categoria já elaborou contraproposta para avançar com as negociações o mais rápido possível



Os servidores municipais de Santa Lúcia lotaram o plenário da Câmara Municipal nesta quinta-feira, 12, em assembleia da categoria, e rejeitaram as três propostas de reajuste salarial feitas pelo prefeito Luiz Noli (PR) – 0%, 1% e 2%, mais benefícios - veja aqui a proposta completa do prefeito.

Na mesma assembleia, os servidores já elaboraram uma contraproposta para análise do prefeito. A categoria também quer abrir negociação direta, ou seja, sentar na mesa com o prefeito para chegar logo a um acordo.

Assim que o prefeito responder à contraproposta, O SISMAR marcará nova assembleia.

Contraproposta dos servidores, aprovada na assembleia do dia 12:

01) Concessão da inflação acumulada de data-base a data-base;

02) prêmio assiduidade no valor de R$50,00 mensais;

03) instituição de três abonadas ao ano

04) instituição do vale-alimentação no valor de R$473,50 para toda a categoria de servidores públicos municipais, desvinculando a concessão do benefício de atestados médicos.


Acompanhe todo o processo da negociação salarial de 2020 pelo mapa da data-base www.sismar.org/mapa2020

61 visualizações0 comentário