SISMAR exige providências da Prefeitura após infecções por Covid-19 no Paço Municipal

De sábado para cá, pelo menos cinco servidores positivaram; Sindicato pede mudança nos protocolos para garantir a segurança dos servidores



O SISMAR exige imediatas providências da Prefeitura de Araraquara no sentido de manter a segurança, a saúde e a vida dos servidores em todas as unidades municipais, mas especialmente, neste momento, do Paço Municipal, onde pelo menos cinco servidores pegaram covid-19 desde o último sábado.

Em visita ao local, diretores do SISMAR viram ar condicionado ligado e janelas fechadas, muita gente sem máscara dentro do prédio, falta de álcool gel próximo aos elevadores, além de constatar o óbvio, a má ventilação dos andares, nas escadas e salas fechadas em todo o prédio.

Infelizmente, temos a cepa de Manaus identificada na cidade e ela é mais transmissível. Vivemos o pior momento da Pandemia na cidade, com leitos lotados. As regras de distanciamento e os protocolos de higiene, portanto, precisam ser intensificados.

Sabemos que a maioria dos serviços públicos não pode parar e, como servidores, estamos mantendo a cidade funcionando há um ano nesta pandemia, mesmo sob ataque dos governos nas três esferas, federal, estadual e municipal.

Porém, precisamos estar vivos para podermos cumprir nosso papel e quem precisa garantir um ambiente de trabalho seguro é o empregador, no caso a Prefeitura.

Exigimos melhorias imediatas nos protocolos de higiene e segurança sanitária para proteger os servidores.

Reforçamos a recomendação de que todos os servidores infectados com Covid-19 devem abrir CAT (veja aqui mais informações sobre como abrir CAT).

167 visualizações0 comentário