Araraquara: Servidores municipais da Educação farão greve contra o retorno presencial

Atualizado: Abr 5

Profissionais não aceitam colocar sua saúde e vidas em risco; Esperamos que a Prefeitura siga a ciência e volte atrás na decisão de mandar servidores para trabalho presencial neste momento



Os servidores municipais da Educação de Araraquara estão em greve a partir do dia 5 de abril de 2021. A decisão foi tomada em assembleia virtual realizada pela categoria na manhã deste sábado, 3, com organização do SISMAR.


Nenhum servidor da Educação de Araraquara, portanto, deve ir ao trabalho na segunda-feira, dia 5. O risco de contaminação por Covid-19 existe, é alto e pode matar você e outras pessoas que você ama.


Clique e leia a carta aberta à população de Araraquara sobre a greve.


O SISMAR tomará todas as providências e comunicará a decisão da categoria imediatamente à Prefeitura e aos órgãos de defesa dos trabalhadores, como Ministério Público do Trabalho e a Gerência Regional do Trabalho e Emprego (GRTE), para que possamos chegar a um acordo em relação ao retorno presencial só quando houver segurança para todos.


Veja aqui a Notificação feita à GRTE

Veja aqui a notificação feita à Prefeitura


Segundo o professor Domingos Alves, do Departamento de Medicina Social da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, da USP, que pesquisa a Covid-19 desde março de 2020, reabrir as escolas, mesmo que com poucos alunos, vai agravar a pandemia (veja vídeos aqui).


A Prefeitura de Araraquara deve saber disso, pois decretou lockdown e viu os números da contaminação caindo na cidade.


Não podemos colocar a vida de ninguém em risco. Não há explicação razoável para exigir retorno presencial ao trabalho neste momento.


Ou os servidores resistem a isso, ou vão se expor ao risco de se contaminar, morrer e matar outras pessoas.


Dúvidas:


Qual o motivo da greve?

Determinar trabalho presencial neste momento para servidores que já cumprem suas funções à distância coloca não só os servidores da Educação, mas toda a comunidade escolar, incluindo alunos e familiares.

A greve é porque há risco de morte.


Quem está no estágio probatório pode fazer greve?

Pode e deve. Todos os trabalhadores estão amparados pela lei de greve, mesmo que seja no período probatório.


Posso perder prêmio ou ter algum desconto por causa da greve?

Sim. Mas não necessariamente. Os dias parados sempre são negociados no fim da greve e, em muitos casos, eles são abonados ou podem ser repostos em momento oportuno. A questão é que a sua vida e a de seus familiares é mais importante do que parte do seu salário.


Como devo proceder nos dias de greve?

Não vá ao trabalho, não atenda celular e não responda mensagens de superiores. Acompanhe de perto a mobilização pelo facebook e pelo site oficial do SISMAR (www.sismar.org). é muito importante que os servidores em greve assinem diariamente a lista de presença que estará disponível nestes mesmo canais.

766 visualizações0 comentário