top of page

Servidores: Nenhum chefe ou superior pode impedir de registrar Boletim de Ocorrência

Caso haja alguma intercorrência, nada impede que os servidores registrem o fato na delegacia, mesmo que uniformizados



Uma servidora da Prefeitura de Araraquara foi impedida por sua chefia de registrar Boletim de Ocorrência após um caso de agressão com violência física e psicológica. O caso chegou ao conhecimento da diretoria do Sindicato, a servidora foi acolhida e orientada e as providências administrativas serão tomadas tanto para a solução do problema específico quanto para que isso não se repita mais com qualquer outro servidor.

Mesmo assim, o SISMAR faz questão de vir a público esclarecer que é do trabalhador a decisão de registrar Boletim de Ocorrência em qualquer situação que considere necessário, principalmente quando o servidor for vítima de agressão física no exercício da sua função.

Ninguém, nem chefe, nem gerente, nem nenhum superior, nem os secretários e nem o prefeito podem impedir que uma servidora ou um servidor procure a polícia para registrar ocorrência que o envolva diretamente.

Em caso de agressão ou qualquer tipo de violência contra você na sua jornada de trabalho, pare imediatamente o seu trabalho e procure uma delegacia para denunciar o ocorrido.

Sua vida e sua saúde são mais importantes do que algumas horas de serviço. E a Prefeitura tem a obrigação de te dar suporte.

Caso sua chefia recuse ajuda ou te impeça de fazer o registro, faça a solicitação por escrito, exija que a pessoa que está negando coloque os motivos da negativa também por escrito e procure imediatamente o SISMAR.

468 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page