Manifesto contra a reabertura de escolas e atividades em Araraquara

A situação epidemiológica em Araraquara é crítica em relação à covid-19 e a reabertura das atividades vai aumentar casos e mortes evitáveis; quem não se opõe a isso, assume junto a responsabilidade Diante da total ausência de política nacional clara de combate à pandemia pelo governo Bolsonaro e das notícias de reabertura total das atividades econômicas no estado de São Paulo a partir do próximo dia 17 de agosto, o SISMAR – Sindicato dos Servidores Municipais de Araraquara e Região – sente-se na obrigação de alertar a todos sobre a irresponsabilidade desta medida do governador João Dória, que deve ser seguida pelo prefeito Edinho Silva em Araraquara, e dos impactos nefastos que ela trará para todos, especialmente trabalhadores.


Este é um manifesto do SISMAR, assinado também por três professores da USP: Daniel Cara, Domingos Alves e Ulysses de Matos.

O documento foi protocolado para cada vereador e cada secretário municipal e distribuído também à imprensa.










176 visualizações0 comentário