Servidores das UPAS conquistam 40% de insalubridade

Prefeitura de Araraquara reconheceu, após muita ponderação e convencimento do SISMAR, que estes servidores estão mais expostos ao risco de contaminação


Finalmente, os servidores das UPAs de Araraquara (exceção aos da Fungota) receberam, no pagamento de agosto, os 40% de insalubridade, o grau máximo pago por este adicional.

Esta era uma demanda antiga pela qual o SISMAR lutava há tempos ao lado dos servidores e que, agora, após muito diálogo e ponderações entre a diretoria do SISMAR e a Administração, se torna realidade para eles.

Sem dúvida, os servidores das UPAs, pela natureza dos serviços prestados, são os mais expostos ao risco de contaminação pelo coronavírus nesta pandemia que já se arrasta por mais de cinco meses em nossa região.

As tratativas com a Administração continuam para garantir o mesmo grau máximo de insalubridade a toda a rede básica e aos funcionários da Fungota, já que todos também estão igualmente expostos ao risco de contaminação.

Lembrando que, infelizmente, os servidores municipais são 10% de todos os contaminados e dos mortos pela Covid-19 na cidade, enquanto representam aproximadamente 3% da população.

AGENDA.png
TRANSPARENCIA.png

- Américo Brasiliense

- Araraquara

- Boa Esperança do Sul

- Gavião Peixoto

- Motuca

- Nova Europa

- Ribeirão Bonito

- Santa Lúcia

- Trabiju

SISMAR - Sindicato dos Servidores Municipais de Araraquara e Região

 

Américo Brasiliense, Araraquara, Boa Esperança do Sul, Gavião Peixoto, Motuca, Nova Europa, Ribeirão Bonito, Santa Lúcia e Trabiju


Rua Gonçalves Dias, 970 - Centro - Araraquara/SP

Central de informações: (16) 3335-9909

e-mail: contato@sismar.org.br