Servidores de Gavião Peixoto aceitam reajuste de 4,31% e encerram data-base 2020

Índice será aplicado nos salários, no tíquete e no prêmio assiduidade



Após quatro assembleias e mais de um mês de tentativa de negociação, os servidores municipais de Gavião Peixoto, reunidos em assembleia na noite desta segunda-feira, dia 16, aprovaram a proposta de reajuste salarial feita pelo prefeito Gustavo Picollo (Podemos) para 2020.


O reajuste será de 4,31%, referente à inflação de 2019 (IPCA) e será aplicada nos salários, no tíquete e no prêmio assiduidade. Também de acordo com a proposta, o piso nacional dos professores será cumprido.


Entretanto, a proposta passou longe de agradar a categoria. Após o reajuste deste ano, os servidores ainda amargam aproximadamente 5% de perdas salariais desde 2013, primeiro ano do governo Picollo. Isso significa que hoje, março de 2020, o salário de um servidor de Gavião Peixoto pode comprar 5% menos do que ele comprava em 2013, houve redução do poder de compra.


Além disso, o prefeito se recusou a receber a comissão de servidores junto com o Sindicato para negociação direta.


Com a aprovação da proposta na noite de ontem, as tratativas da data-base 2020 de Gavião Peixoto estão encerradas. O Sindicato comunicará o prefeito acerca da decisão da categoria e espera que o projeto de lei com o reajuste seja enviado para aprovação da Câmara Municipal o quanto antes.


Outros temas de interesse dos servidores que não tenham relação com reajuste salarial continuarão a ser tratados pelo SISMAR ao longo de todo o ano. Os dirigentes do Sindicato estão à disposição da categoria.

65 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo