Vitória em Motuca: Vereadores aprovam aumento no tíquete e rejeitam reforma administrativa

SISMAR e servidores lotaram a Câmara para acompanhar a votação; novo projeto pode ser apresentado novamente já no início de 2022



Por seis votos a dois, os vereadores de Motuca rejeitaram, na noite desta quarta-feira, 22, o projeto de mega reforma administrativa do prefeito Ricardo Fascineli (PTB), que alterava simplesmente toda a estrutura administrativa da Prefeitura e concedia 20% de reajuste para cargos comissionados, contra 5% para os servidores. (veja vídeo abaixo)

Antes da rejeição, porém, os vereadores aprovaram separadamente o artigo que garantiu aumento do vale alimentação dos servidores de R$ 600 para R$ 700. O reajuste do tíquete foi de 16%, mas, ainda assim, ficou abaixo da inflação dos alimentos, que bateu os 21,4% desde o início da pandemia (IPCA).

O SISMAR debateu o assunto com os vereadores ao longo das semanas e mobilizou dezenas de servidores para acompanhar a sessão da Câmara que decidiu sobre o projeto.

A aprovação do reajuste do tíquete e a rejeição do restante do projeto de reforma administrativa foram uma vitória maiúscula dos servidores.

Com a rejeição, o prefeito poderá enviar outro projeto de reforma administrativa já a partir do começo de 2022.

O Sindicato recomenda muita atenção de todos. Qualquer projeto dessa natureza precisa necessariamente ser debatido com os servidores.

O SISMAR está à disposição dos servidores e do prefeito Ricardo para intermediar este debate.


Vídeo: Servidores comemoram rejeição da mega reforma administrativa de Motuca


O vídeo completo da sessão pode ser visto aqui:


180 visualizações0 comentário